Matilha

Matilha

Em agosto no Cine Matilha "As Falsas Confidências" de Luc Bondy

  • Published in Cinema

 

Cine Matilha apresenta As Falsas Confidências de Luc Bondy  

A partir do dia 8 de agosto. 

 

 

Sinopse:

Quando Araminte (Isabelle Hupert) contrata Dorante (Louis Garrel) como seu novo secretário, o rapaz da classe baixa se apaixona pela rica viúva. Diante disso, o criado Dubois (Yves Jacques) faz de tudo para que a mulher se apaixone pelo jovem. 12 anos

 

Ficha Técnica:

Título original  Les Fausses Confidences

Distribuidor Supo Mungam Films

Data de lançamento 13 de abril de 2017 (1h 25min)

Direção: Luc Bondy

Elenco: Isabelle Huppert, Louis Garrel, Yves Jacques mais

Gênero Comédia dramática

Nacionalidade França

 

Programação de 08 de agosto a 19 de agosto:

 

08/08 ás 19h

09/08 ás 15h
10/08 ás 17h

11/08 ás 19h

12/08 ás 19h

16/08 ás 19h

17/08 ás 17h

18/08 ás 19h

19/08 ás 19h

 

 

Ingresso: doação de alimentos, roupas, brinquedos e produtos de higiene pessoal, para doarmos a Ong´s e moradores de rua.

 

Toda programação da Matilha Cultural é gratuita ou a preços populares.

O espaço pode ser locado para eventos privados e a renda dessa locação é revertida para

 financiar projetos culturais e socioambientais da entidade.

 

Cine Matilha:

Sala de cinema independente, única da cidade  pet friendly.

Agosto começa com edição especial de aniversário do Acarajé da Moça

Evento na Matilha Cultural terá DJ KL Jay nos toca discos e o DUAS- Clarinete & Violão

 

 

No dia 4 de agosto, na Matilha Cultural, o Acarajé da Moça abre caminhos para uma nova temporada, comemorando o aniversário de um ano com muito dendê.  Vale a pena se aquecer em volta do tacho fumegante, para provar essa iguaria feita como antigamente - com o feijão escolhido, lavado e moído pelas mulheres do clã, batido com uma grande colher de pau até a massa dar o ponto, frito na hora, e na fina flor de um genuíno azeite de dendê.

 

Como não poderia deixar de ser, vai ter boa música, com o DJ KL Jay nos toca discos, o  DUAS- um duo de clarinete e violão, formado por  Ana Paula Marcelino e   Vaisy Alencar. Além disso, essa será uma edição vegetariana, que retoma os tempos antigos, quando o acarajé era servido apenas com uma boa pimenta. Mas calma, vai ter vatapá e caruru vegetariano para os apaixonados.

 

A proposta da moça é uma festa gastronômica itinerante, onde se faz o melhor e mais tradicional Acarajé de São Paulo, e que celebra a vida feita mão. Tudo é ralado, coado, espremido, batido e pilado, com prazer e cuidado, sob o comando de Leandra Silva, devota e agraciada por Oya na arte de fazer um bom acarajé. Leandra Silva é jornalista, produtora, viajante. Seu cordão umbilical conecta fronteiras entre África, Salvador e São Paulo.

 

Sobre o  DUAS

 

 

O duo Duas, formado no final de 2015 por Ana Paula Marcelino (violão) e Vaisy Alencar (clarinete), é resultado de uma ampla e refinada pesquisa de repertório para violão e clarinete. O desenvolvimento do duo começou em uma instituição de música popular brasileira, Escola do Auditório Ibirapuera. Através da vivência nessa escola foi aguçada a vontade de desenvolver um trabalho próprio e original, assim, o DUAS nasceu da vontade de explorar a sonoridade que o violão e o clarinete podem proporcionar. Dentre suas experimentações, através de arranjos próprios, o duo já reverenciou grandes nomes da nossa música tal como: Pixinguinha, Guinga, Ernesto Nazareth, Noel Rosa e Cartola.

 

Evento: Acarajé da Moça 

Local: Matilha Cultural

Quando: 4 de agosto

Horário: 19h às 22 horas

Entrada: R$ 10 (dez reais)

Cineclube Salada de Cinema e Cine Matilha apresentam Verdade Passageira

  • Published in Cinema

 

Dia 29 de julho ás 17 horas

Mais uma edição do Cineclube Salada de Cinema a caminho

e o filme da vez é Verdade Passageira. 

 

'Verdade Passageira' é um documentário curta-metragem dirigido por Juliana Borges, Pedro Gorski e Roberto Vilela, que acompanha o casal Marina Bitelman e Roberto Vilela em uma viagem por 11 países enquanto vivenciam um processo de luto, após a perda da filha. O projeto surgiu da necessidade do casal de buscar um novo sentido para a vida.

 

Sinopse:

Uma perda e uma busca. Um casal mergulha numa viagem pelo mundo conhecendo histórias de pessoas que transformaram suas vidas por meio de seus pequenos negócios. No caminho, procuram reencontrar o sentido da vida. 

 

Ficha Técnica:

Direção: Juliana Borges, Pedro Gorski, Roberto Vilela

Roteiro: Juliana Borges, Marina Farkas Bitelman, Pedro Gorski, Roberto Vilela, Tali Yankelevich

Fotografia: Gustavo Nóbrega

Montagem: Tali Yankelevich, Murillo Moura

Produção Executiva: Roberto Vilela, Pedro Gorski, Gal Buitoni, Grabiela Boghosian

Som: Gustavo Monteiro, Big Sur

Finalização: Afinal Filmes

Gênero: Documentário

Nacionalidade: Brasil

Ano: 2015

Duração: 24 min

Livro sobre a catástrofe palestina será lançado na Matilha Cultural dia 21 de julho

 

Acontece no dia 21 de julho, a partir das 19h30, na Matilha Cultural, o lançamento do livro Al Nakba - um estudo sobre a catástrofe palestina (Editora Sundermann), da jornalista palestino-brasileira Soraya Misleh. Na ocasião, a autora fará apresentação da obra e participará de debate com o público. O lançamento integra as diversas atividades sobre os refugiados, dentre elas a exposição fotográfica Infância Refugiada, de Karine Garcêz, quepode ser vista até 20 de agosto.

 

Fruto de dissertação de mestrado concluída em 2013 no programa de Estudos Árabes da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP), a publicação Al Nakba - um estudo sobre a catástrofe palestina traz contextualização histórica sobre os acontecimentos que culminaram na Nakba (catástrofe palestina que significou a criação do Estado de Israel em 15 de maio de 1948), debruçando-se sobre o processo de expulsão e destruição da aldeia de Qaqun naquele ano, onde o pai da autora nasceu. Resgatar essa memória é fundamental ao reconhecimento histórico necessário a uma solução justa, que contemple o retorno dos milhões de refugiados palestinos às terras de onde foram e continuam a ser expulsos. A publicação contou com o apoio do Instituto Brasil-Palestina e custa R$ 20.

 

Sinopse  do livro

 

 

Neste conciso e notável relato histórico sobre a catástrofe na Palestina em 1948, Soraya Misleh transcreve a fala de alguns sobreviventes de Qaqun, uma das centenas de aldeias e vilarejos destruídos por forças palamilitares sionistas. Além de analisar as origens da ideologia sionista – conceito-chave para a compreensão da Nakba -, a autora dá voz a alguns palestinos que, forçados a deixar sua terra, sobrevivem penosamente em campos de refugiados. Mas, apesar da extrema brutalidade da limpeza étinica, a Palestina e seu povo não desaparecem. Ou, como diz um sobrevivente da catástrofe: “A Palestina é um nome e um corpo, uma coisa amável que jamais se esquece”.

 

Sobre Soraya Misleh 

  

Jornalista palestino-brasileira, tem especialização em Globalização e Cultura pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. É mestre e doutoranda m Estudos Árabes pela Universidade de São Paulo. É diretora de Imprensa e Divulgação do Instituto da Cultura Árabe, membro da Ciranda Internacional de Comunicação Compartilhada e coordenadora da Frente em Defesa do Povo Palestino.

 

 

 

Lançamento Al Nakba - um estudo sobre a catástrofe palestina (Editora Sundermann)

Quando: 21 de julho de 2017

Horário: 19h30

Local: Matilha Cultural

Cine Matilha traz "Wizstar" de Miguel Rodrigues

  • Published in Cinema

 

Cine Matilha tem programação com filmes que retratam o universo artístico

 

de 26 de Julho a 05 de Agosto.

 

Sinopse:

Movidos pelo sonho da fama e pelo desejo de serem artistas profissionais, um grupo de jovens se encontra em uma escola de idiomas na cidade de São Paulo, depois de terem sido convocados para participar de um processo de seleção para um musical, dirigido por um importante diretor da Broadway. Durante o processo, a crueldade dos produtores, mais as distrações geradas por paixões e conflitos que ocorrem como fruto do envolvimento entre os candidatos e do envolvimento com os alunos da escola, esses jovens serão testados em sua força de vontade. Com tramas paralelas e personagens de diversas idades entre 11 e 30 anos, WIZStar é um drama infanto-juvenil que se destaca pela linguagem jovem e pelas músicas que revelam poeticamente a verdade por trás dos personagens. (Livre)

 

Ficha Técnica:

Elenco: Fábio Brasile, Gabriel Palie, Giovana Garcez,  Jally Ferrari, Olivetti Herrera, Patricia Rodrigues,  Ronaldo Lampi, Thaís Vidal e Tito Naville

Roteiro: Ely Barbosa

Direção e Fotografia: Miguel Rodrigues

Diretor/Assistente: Leandro Torres

Assistente de Direção: Renan Villalon

Produção Executiva: Leandra Aieedo e Miguel Rodrigues

Duração 92 minutos

 

Programação de 26/07 a 05/08:

 

26/07 ás 17h

27/07 ás 19h

28/07 ás 17h

29/07 ás 15h

02/08 ás 15h

03/08 ás 17h

04/08 ás 17h

05/08 ás 17h

 

Toda programação da Matilha Cultural é gratuita ou a preços populares. O espaço pode ser locado para eventos privados e a renda dessa locação é revertida para financiar projetos culturais e socioambientais da entidade.

 

 

Cine Matilha traz "Gaga - O amor pela dança" de Ohad Naharin

  • Published in Cinema

Cine Matilha tem programação com filmes que retratam o universo artístico

de 26 de Julho a 05 de Agosto.

 

Sinopse:

Ohad Naharin é um renomado coreógrafo e diretor artístico da Companhia de Dança Batsheva, de Israel. Um dos mais importantes, inovadores e produtivos coreógrafos do mundo que redefiniu a linguagem da dança contemporânea. O documentário é uma imersão no processo criativo da companhia por trás de suas apresentações únicas e um olhar sobre a fascinante história do artista de 60 anos de idade também conhecido como Mr. Gaga.  (Livre)

 

Ficha Técnica:

Direção: Tomer Heymann

Elenco: Ohad Naharin

Gênero: Documentário

Nacionalidades Israel, Suécia, Alemanha, Holanda

Título original:  Mr. Gaga

Data de lançamento: 6 de abril de 2017

Duração: 1h 43min

 

 

Programação de 26/07 a 05/08:

 

26/07 ás 15h

 

27/07 ás 17h 

 

02/08 ás 17h 

 

03/08 ás 19h 

  

05/08 ás 15h

 

Toda programação da Matilha Cultural é gratuita ou a preços populares. O espaço pode ser locado para eventos privados e a renda dessa locação é revertida para financiar projetos culturais e socioambientais da entidade.

 

 

Cine Matilha traz "Divinas Divas" de Leandra Leal

  • Published in Cinema

 

 

Cine Matilha tem programação com filmes que retratam o universo artístico

de 26 de Julho a 05 de Agosto.

 

 

Sinopse:

Rogéria, Valéria, Jane Di Castro, Camille K, Fujika de Holliday, Eloína dos Leopardos, Marquesa e Brigitte de Búzios formaram, na década de 1970, o grupo que testemunhou o auge de uma Cinelândia repleta de cinemas e teatros. O documentário acompanha o reencontro das artistas para a montagem de um espetáculo, trazendo para a cena as histórias e memórias de uma geração que revolucionou o comportamento sexual e desafiou a moral de uma época. (Não recomendado para menores de 14 anos)

 

Ficha Técnica:

Direção: Leandra Leal

Elenco: Jane di Castro, Rogéria, Divina Valéria mais

Gênero Documentário

Data de lançamento 22 de junho de 2017

Duração: 1h 50min

 

 

 

Programação de 26/06 a 05/08:

 

26/07 ás 19h  

27/07 ás 15h  

28/07 ás 19h  

29/07 ás 19H30  

02/08 ás 19h

03/08 ás 15h

04/08 ás 19h

05/08 ás 19h  

  

 

Toda programação da Matilha Cultural é gratuita ou a preços populares. O espaço pode ser locado para eventos privados e a renda dessa locação é revertida para financiar projetos culturais e socioambientais da entidade.

 

Tessituras - tramas de som e luz por Karla Pessôa

 

A partir de 7 de julho, a Matilha Cultural vai ser palco da exposição Tessituras - tramas de som e luz, da diretora de arte, cenógrafa, figurinista e fotógrafa Karla Pessôa. A exposição é composta por autorretratos impressos em grande formato, resulta de intensa pesquisa de luz, som e suas intervenções sobre o corpo e a cena. A exposição conta com trilha sonora exclusiva composta pelo premiado músico Ivo Senra. A curadoria é da museóloga Karina Muniz Viana. Tessituras - tramas de som e luz fica em cartaz de 7 de julho a 6 de agosto de 2017.

Tessituras - tramas de som e luz trata de questões íntimas da artista, mas que se desdobram em questões contemporâneas num tempo de exposição maciça e falta de reflexão. Nas palavras da curadora: "Pessôa, à frente de seu tempo, transmite em imagens 'sensíveis' o que o inconsciente humano desenha e movimenta aleatoriamente, em um jogo continuado de formas e sensações. Como navalha que rompe, penetra e liberta, sua produção trouxe aos nossos olhos um manifesto de clamor à libertação pragmática".

O processo de construção das imagens contou com a presença da curadora, que após concluído, seguiu para as mãos do compositor Ivo Senra. A trilha sonora original é parte fundamental da exposição, assim como o projeto de iluminação, assinado pro Djalma Amaral: sem elas, as imagens impressas e as cronofotografias perderiam toda sua potência. Karla Pessôa atua há mais de 18 anos no meio cultural e sua ligação com a música é muito forte, tendo trabalhado como figurinista, cenógrafa, diretora de arte e fotógrafa com artistas dos mais variados estilos como Isabella Taviani, Bianca Gismonti, Thiago Amud e Mariana Baltar. Dessa vivência intensa com a música veio a necessidade de embalar suas imagens com uma trilha exclusiva, pensada para a exposição sob encomenda.

 

Sobre Karla Pessôa

Mais conhecida no meio artístico como Karla Pê é formada em Belas Artes, pela UFRJ, e em design, pela UESA. Idealizadora da empresa Mais e Melhores, onde atua como fotógrafa, figurinista, cenógrafa e diretora de arte. Na área musical, desenvolveu projetos de cenários e figurinos para Isabella Taviani, Mariana Baltar, Duo Gisbranco (tour nacional e internacional), PianOrquestra como figurinista/cenógrafa (tour nacional e internacional), Bianca Gismonti e Thiago Amud. Para TV, criou figurino para o programa "Som Brasil" (Mariana Baltar), a microssérie "Capitu" (personagem José Dias), o clipe das músicas "Serra do Céu" (Duo Gisbranco) e "Presente Passado" (Isabella Taviani) e peças avulsas para a novela "Lado a Lado". No teatro, elaborou cenários e figurinos para a peça "JUMBO - Eu visito a tua ausência" (direção de Joana Lebreiro) e "Histórias de Alexandre" (direção de Antônio Karnewale). Em 2013 e 2014 criou a cenografia para o Festival MIMO (Paraty, Ouro Preto, Olinda e Tiradentes) e assinou a produção de arte da exposição "Virei Viral" no CCBB-RJ. Criou o projeto expográfico para a mostra "Espectros Contemporâneos" dentro do Festival Sesc de Inverno (Sesc Nova Friburgo) e para a mostra "Clube do Jazz e Bossa" (Sesc Nova Friburgo) em 2013; e para a mostra "Grafite em Movimento", também para o Festival Sesc de Inverno (Sesc Nova Friburgo e Quitandinha) em 2014. Em 2016 assinou a direção de arte do programa "Onde anda a canção?" e da revista "Acorde!". Em 2017, assinou o projeto expográfico para a mostra Palavra Líquida - traço e questão de gênero" no Sesc Tijuca.

 

Sobre a curadoria

Karina Muniz Viana, mineira de Pouso Alegre é Museóloga dedicada à gestão de museus desde 2004. Graduou-se em Gravura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná em 2007, onde teve a oportunidade de estudar História da Arte e Fotografia. Foi responsável pelo inventário da obra gráfica e pictórica de Uiara Bartira e Paul Garfunkel. Assinou a curadoria da exposição de Bartira - Conciliar - realizada no Museu de Arte Contemporânea do Paraná - MAC PR, em 2012. No ambiente dos museus, explora as novas tecnologias da informação e comunicação e o empoderamento do indivíduo globalizado frente ao ciberespaço.

De pronto aceitou o convite da artista para assinar a curadoria e mergulhou no processo com olhar aguçado e observações pertinentes.

 

 

ABERTURA

MATILHA CULTURAL

ESPAÇO ARENA 2º andar

Data: 07 de Julho

Horário: 19h

 

Período Expositivo: 07/07 á 06/08 

 

Rua Rego Freitas, 542 - São Paulo

Tel.: (11) 3256-2636

Horários de funcionamento: terça-feira a domingo, da 12h às 20h/ exceto sábados: 14h às 20h

Wi-fi grátis

Cartões: VISA (débito/ crédito)

 

Entrada livre e gratuita, inclusive para cães

Matilha Cultural realiza debate sobre condição dos refugiados e representação deles na mídia

 

A Matilha Cultural realiza no dia 8 de julho um debate sobre a situação dos refugiados no Brasil. O evento também aborda como eles são representados nos meios de comunicação de massa e contará com as presenças de Omana Petench, refugiado do Congo e fundador da ONG MUNGAZI, que dissemina a cultura africana, Silvana Nuti, diretora do documentário A linguagem do Coração (que retrata a história de refugiados em São Paulo, dentre eles Omana), Eliane Caffé, diretora de Era o Hotel Cambridge e  Marcelo Haydu, da ADUS (Instituto de Reintegração de Refugiados). Antes das discussões sobre o tema, às 18h,  será apresentado o documentário A linguagem do Coração. O filme tem meia hora de duração.

Os refugiados são tema ainda da programação de julho da Matilha Cultural. No Cine Matilha, há filmes que abordam a temática de refugiados e assuntos correlatos, como Era o hotel Cambridge, A linguagem do coração, Fogo no Mar e Clash (triller sobre os protestos pró e anti-muçulmanos no Egito).

Também está em exibição até o dia 05 de Agosto a exposição Infância Refugiada, da fotógrafa brasileira Karine Garcêz, que retrata crianças e adolescentes palestinos que vivem em campos refugiados na Turquia, Síria e Egito.

 

Minibiografia dos Mediadores:

Silvana Nuti

Silvana Nuti é jornalista e cineasta. Trabalhou como repórter e editora na Folha de S.Paulo, colaborou como roteirista freelancer na Itália e em Paris, e, em Nova York, aprofundou-se em técnica de roteiro e linguagem cinematográfica na universidade The New School. Foi sócia-fundadora da Redalgo, empresa de games educativos, como Operação Cosmos, o qual ganhou o prêmio "Nave Oi Futuro, de melhor jogo educativo brasileiro, em 2008. Dirigiu curta-metragens de ficção e dois documentários, sendo A Linguagem do Coração, uma coprodução entre a Sol Filmes e a Atomica filmes, no qual assina roteiro e direção. Em 2016, o filme foi exibido no MIS (Museu da Imagem e do Som), Cine USP Maria Antônia e Cine Matilha, em São Paulo; nas Mostras Internacionais, Cine MigrArte, em Brasília, e Linhas Imaginárias, em Belo Horizonte, e, em 2017, foi exibido no Ciclo de Cinema e Debates: Direitos Humanos e Origem Nacional, promovido pelo Memorial da Justiça Federal do Rio Grande do Sul, e continua na rota dos festivais nacionais e internacionais.

 

Eliane Caffé:

 

Eliane Caffé é graduada em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1985) e cursou o mestrado no Instituto de Estética y Teoria de las artes - Universidade Autonoma de Madrid, Espanha (1991/92). Iniciou sua carreira de cineasta com os curtas O narizArabesco Caligrama, premiados no Brasil e em Festivais Internacionais. Em 1997, dirigiu seu primeiro longa-metragem Kenoma, que foi exibido na 55th Mostra La Bienale di Venezia (Prospective) e ganhou vários prêmios, incluindo o “Soleil d’or” como melhor filme no XX Biarritz International Film Festival / França. O segundo longa Narradores de Javé recebeu também vários prêmios no Brasil e no exterior, entre os quais se destacam: melhor filme no 30º International Independent Film of Bruxelas, melhor filme e melhor roteiro no Festival de Cinéma des 3 Ameriques (Quebec / Canadá / 2004), 'Mano de Oro” como melhor filme no Festival Internacional de Cine de Punta Del Leste/ 2004. Seu terceiro longa-metragem O sol do meio dia (2010) ganhou o prêmio de melhor filme pela crítica no 33ª Mostra Internacional de São Paulo. Em 2016 finaliza o longa metragem Era o Hotel Cambridge. Na área de vídeo e TV realizou a micro-serie O louco dos viadutos (TV Cultura/ 2009), além de documentários experimentais MilÀgrimas por nós e Ceu sem eternidade. Paralelamente, coordena oficinas de audiovisual em diferentes zonas de conflito em São Paulo e interior do Brasil.  

 

 

Karine Garcêz

 

Convertida ao islã, meu primeiro contato com o Oriente Médio foi em visita à Arábia Saudita. Lá cumpri o Haji, a peregrinação em torno do Kaaba, repetindo passos dos profetas Adão, Abraão e Mohamed, um dos pilares de nossa fé. A vontade que senti de "congelar o instante", quando vi 5 milhões de pessoas, de diversas cultura em torno de um único sentimento me despertou para a fotografia.

Em 2012 fui à Faixa de Gaza, onde tive minhas primeiras aulas de fotografia. Em 2014 e 2015 viajei

para Síria, Líbano e Turquia, desta vez com um pouco mais de conhecimento na arte de fotografar,

mais que isso, o conhecimento da cultura local, importante para que possamos ter mais flexibilidade de trabalho. Isso me fez refletir sobre como o Oriente Médio é representado pela espetacularização midiática. E, consequentemente, os refugiados também são alvos dessa abordagem.

 

Omana Petench

 

 

Nascido na Republica Democrática do Congo, o professor universitário Omana Petench criou uma Organização para ajudar a denunciar violações contra mulheres e crianças em seu pais. Com isso, virou adversário do governo e participou de uma Revolta contra o Estado, sofreu perseguições, tortura, prisões e sequestro, até cruzar a fronteira em busca de proteção. Sua casa no Congo foi invadida e sua filha mais velha, morta. Refugiado no Brasil, deixou mulher e cinco filhos em Uganda. Conseguiu se reencontrar com a família em 2016, após três anos e meio de separação. 

Sobre Viagens e Amores de Gabriele Muccino

  • Published in Cinema

 

Programação gratuita mediante a doação de 1 kilo de alimento não perecível, roupas, brinquedos, livros e produtos para higiene pessoal para crianças e adultos.'

 

 

Sinopse:

Em sua primeira viagem para América, Marco e Maria, jovens Italianos, inesperadamente são recepcionados por Matt e Paul, um casal gay. A estadia na casa deles gera grandes conflitos, dúvidas e surpreendentes sentimentos são revelados. Essa viagem de alegrias e descobertas, mudará a vida de todos.

 

Ficha técnica:

Diretor: Gabriele Muccino

Elenco: Matilda Lutz, Taylor Frey, Joseph Hero e Brando Pacitto

Duração: 103 minutos

 

PROGRAMAÇÃO de 11 a 15 de julho

 

11/07 ás 19h

12/07 ás 17h 

13/07 ás 19h 

14/07 ás 17h

15/07 ás 16h 

 

 

'As Doações serão distribuídas para famílias Congolesas Refugiadas, por meio da ONG  Mungazi - LFCAB  

 

Redes Sociais Matilha 

 

Facebook: https://www.facebook.com/matilhacultural/

Instragram: https://www.instagram.com/matilhacultural

 

 

 

Subscribe to this RSS feed