Centro de Convivencia É de Lei Promove Cine Debate, na matilha cultural do Filme Cidade Cinza, com diretores e convidados

  • Published in Debates

O Centro de Convivência É de Lei e a Matilha Cultural convidam tod@s para este "chá de lírio" especial, com a exibição do filme "Cidade Cinza" e debate com os diretores e convidados na Matilha.

 

Sobre a atividade: "Chá de lírio" é o nome da tradicional roda de conversa que fazemos no Centro de Convivência É de Lei, cada semana com um(a) convidado(a) que traz um tema de interesse dos participantes. Nesta semana, para discutir o grafite / pixo, vamos exibir o filme "Cidade Cinza" que documentou as ações da prefeitura de São Paulo - na gestão de Gilberto Kassab - de atropelar os grafites e pixos, impondo um "lindo" cinza pelos muros e viadutos da cidade. Em 2017, com a versão Dória da "Cidade Linda", a polêmica voltou ao debate, especialmente após a prisão de grafiteiros e também do novo projeto de lei, recém aprovado na Câmara dos vereadores, que poderá instituir multa de 5 mil reais aos pixadores ou grafiteiros, além de dificultar a compra de sprays.

 

Após o filme, contaremos com a presença dos diretores do filme, Guilherme Valiengo e Marcelo Mesquita, e outros convidados para puxar a conversa. Vamos trocar ideia sobre o filme, pixo / grafite, exclusão social, direito à cidade e as ideias do atual prefeito sobre o que seria sua "Cidade Linda". Linda para quem?

 

PROGRAMAÇÃO

15h - Exibição do filme "Cidade Cinza"

16h30 - Roda de conversa com os convidados

* Durante a roda de conversa será servido um chá. Não é de fumar e também NÃO será de lírio! Mate ou hortelã gelado. 

 

Filme: “Cidade Cinza”

Sinopse:

Alguns pensam que São Paulo tem excesso de cinza. Este documentário compila as vozes de reconhecidos artistas urbanos que colorem a cidade com grafites e se manifestam contra as autoridades que cobrem suas obras com a cor do cimento.

Duração: 1h 25m

Documentário

Lançamento: 22 de novembro de 2013 (Brasil)

Direção: Marcelo Mesquita, Guilherme Valiengo

Read more...

PRIMEIRA exposição MATILHA - "Boleta e NDRua" (MAIO de 2009)

 

BOLETA iniciou-se nas artes de rua no final da década de 80, como pixador, privilegiando a palavra e a letra. Participou de guerra de alfabetos, de assinaturas, de poemas gráficos, protagonizada por grupos que ocuparam com suas escritas todos os espaços públicos da cidade, em grande parte influenciados pelos eventos da contra cultura urbana que surgiram em Nova York, no final dos anos 60. Artista autodidata, seus primeiros contatos com o graffiti foram em 1994, por influencia dos diversos estilos e escolas de tatuagens. Desenvolveu ao longo desses anos, inúmeras exposições em salões, museus e galerias, no Brasil e no exterior. Sua obra é reconhecida internacionalmente. http://www.flickr.com/photos/boletabike

NDRUA é representante da cultura ninguém-dorminiana, nasceu no gueto em 1981, estudou na RUSP, formado em ruologia. Pesquisador de Marretoterapia, pós-graduado em flexionamento, fez mestrado em frasecultura. Frasecultor, dedorizador, jateador, monstro, autorizador, brocador, cicatrizador, flexionador, ranicultor, hackeador, momenteador, climatizador, adestrador de cardume, capeador, provedor de conexão da internet de rua. Saiu da forma de papelão, vindo do calabouço babilônico, nos tempos do paraquedas de 24 de maio, desde então cicatrizou na arte de rua em vários estilos, sempre influenciado pela pirataria e pela distribuição clandestina de arte e de conhecimento, provando o valor da escola da vida sobre o mercado da cultura e da educação oficial.
Consultei poucos livros, aprendo ao vivo, na rua é de prima, é só pa frente e pa cima, sou operáio do meu sonho, qualqué forma de gordura que brotá, vô usá de matéria prima, a força da rua tá em todo lugar… Super-rua ativar! Não conheço galeria maior do que a rua, as coisas que eu fiz e você não entendeu… me desculpe, não esteve no museu. Porque na rua nada fica velho, o tempo age…. e lá vai reciclage!“ http://www.fotolog.com.br/nderua

 

As inscrições devem ser feitas no ESPAÇO MATILHA,

Rua Rego Freitas, 542 - Info: 11 32562636.

www.matilhacultural.com.br

 

Read more...
Subscribe to this RSS feed