Centro de Convivencia É de Lei Promove Cine Debate, na matilha cultural do Filme Cidade Cinza, com diretores e convidados

  • Published in Debates

O Centro de Convivência É de Lei e a Matilha Cultural convidam tod@s para este "chá de lírio" especial, com a exibição do filme "Cidade Cinza" e debate com os diretores e convidados na Matilha.

 

Sobre a atividade: "Chá de lírio" é o nome da tradicional roda de conversa que fazemos no Centro de Convivência É de Lei, cada semana com um(a) convidado(a) que traz um tema de interesse dos participantes. Nesta semana, para discutir o grafite / pixo, vamos exibir o filme "Cidade Cinza" que documentou as ações da prefeitura de São Paulo - na gestão de Gilberto Kassab - de atropelar os grafites e pixos, impondo um "lindo" cinza pelos muros e viadutos da cidade. Em 2017, com a versão Dória da "Cidade Linda", a polêmica voltou ao debate, especialmente após a prisão de grafiteiros e também do novo projeto de lei, recém aprovado na Câmara dos vereadores, que poderá instituir multa de 5 mil reais aos pixadores ou grafiteiros, além de dificultar a compra de sprays.

 

Após o filme, contaremos com a presença dos diretores do filme, Guilherme Valiengo e Marcelo Mesquita, e outros convidados para puxar a conversa. Vamos trocar ideia sobre o filme, pixo / grafite, exclusão social, direito à cidade e as ideias do atual prefeito sobre o que seria sua "Cidade Linda". Linda para quem?

 

PROGRAMAÇÃO

15h - Exibição do filme "Cidade Cinza"

16h30 - Roda de conversa com os convidados

* Durante a roda de conversa será servido um chá. Não é de fumar e também NÃO será de lírio! Mate ou hortelã gelado. 

 

Filme: “Cidade Cinza”

Sinopse:

Alguns pensam que São Paulo tem excesso de cinza. Este documentário compila as vozes de reconhecidos artistas urbanos que colorem a cidade com grafites e se manifestam contra as autoridades que cobrem suas obras com a cor do cimento.

Duração: 1h 25m

Documentário

Lançamento: 22 de novembro de 2013 (Brasil)

Direção: Marcelo Mesquita, Guilherme Valiengo

Read more...

Matilha Cultural Promove Evento Gratuito que Celebra a Cultura Indígena Nacional

Iniciativa contará com exposições fotográficas, palestras, debates e exibição de um documentário inédito sobre a temática

Matilha Cultural apresenta o festival Mbarete Beya Kaya – Vozes da Floresta, um evento que celebra a cultura de diferentes etnias indígenas. Realizado pelo CCEFYY (Yurabaka Naibai Yuxibu Baibu), em parceria com a  Matilha Cultural e o Coletivo Tribo. 

O Festival Vozes da Floresta contará com as exposições fotográficas Conexão Amazônia – Mata Atlântica, que reúne registros dos povos Guaranis, de São Paulo, e Huni Kuin, do Acre; e Cocar Sagrado, dos fotógrafos Danilo Arenas e Gabriel Brambatti, que denuncia o lado oculto da comercialização de cocares de penas envolvendo aves em extinção.

Haverá também apresentação do Nação Huni, projeto que une gravações tradicionais da tribo Huni Kuin com a sonoridade de produtores de música eletrônica (L_Cio, Psilosamples, Bmind, Dubalizer, DjTudo, Tahira, Robles, Peba, Gabriela Ubaldo e mais); palestras e debates com cientistas e lideranças indígenas sobre os valores da cultura ancestral e a destruição promovida por interesses econômicos, e exposição e venda de artesanatos originais indígenas. Toda a renda será destinada às aldeias produtoras dos artesanatos expostos.  

PROGRAMAÇÃO

Streaming ao vivo

A programação na casa contará com exibição ao vivo na rede!

Artesanatos e Pintura Corporal

Artesanato original produzido por diferentes etnias nativas e pintura corporal com jenipapo.Toda a renda será destinada às aldeias produtoras.

10:00 - 21:00 Exposição Fotográfica "Conexão Amazônia - Mata Atlântica" 

Fotografias dos povos Guarani Floresta da Mata Atlântica (São Paulo) e os Huni Kuin Floresta Amazônica (Acre)

Uma produção fotográfica realizada pelo CCEFYY e os fotógrafos Danilo Arenas e Gabriel Brambatti, com patrocínio da MultPainel.

13:30 - 14:00 Exibição de curtas

·         Pela CPI do Genocídio (por 12 pmphoto)

·         Yanawas (por 12 pmphoto) 

·         O Brasil tem Pajé (por Luiz Ramalho)

.        Expedição Yanomami - Õkãpomai (por 12 pmphoto)

14:00 - 15:30 Roda de conversa intercultural com lideranças dos povos originários e juristas especializados em Direitos Humanos e Ambiental

Cientistas e lideranças indígenas debatem a destruição e a construção dos interesses econômicos, projetos de proteção ambiental e comercial das Nações Ancestrais e seus territórios demarcados.

Bainawa Inu Bake Huni Kuin, e os advogados Konstantin Gerber e Bruno Pegorari abrem o convite para o público participar desse debate.

15:00 - 16:00 - Roda de Conversa Sagrado Feminino

Roda de conversa sobre o Sagrado Feminino com a produtora Alice Haibara e as Pajés Same Huni Kuin , Amony Mehinako Xingu e Ana Terra Yawalapitti do Xingu

18:00 Estreia do curta "HuniKuin - Os Últimos Guardiões"  

O mini doc traz um sensível retrato da realidade do povo Huni Kuin do rio Envira, localizado no coração da Amazônia, no Acre. Realizado por Huni Kuin CCEFYY, dirigido por Danilo Arenas e produzido pela La Casa de La Madre, em parceria com o Coletivo Tribo e a Matilha Cultural.

14:00 - 21:00 Live pré-estréia Nação Huni e convidados

 Realizado pelo CCEFYY em parceria com o estúdio Audio Fya e os produtores musicais L_Cio, BMind, Psilosamples, Dubalizer e DjTudo, Nação Huni é um manifesto sonoro que une as canções milenares das florestas e a arte eletrônica de musicalizar organicamente o sintético.

A programação também contará com as discotecagens de Tahira, Peba, Robles e Gabriela Ubaldo.

 14-15: Robles

 15-16: Peba

 16-17: Dubalizer

 17-18: Dj Tudo

 18-19: Gabi Ubaldo

 19-20: Tahira

 20-21: Nação Huni X L_Cio, Bmind, Psilosamples)

 O festival é produzido por uma produtora cultural Huni Kuin CCEFYY (Yurabaka Naibai Yuxibu Baibu), em parceria com a Matilha Culural e um coletivo de produtores, profissionais autônomos, cientistas, estudantes e pequenas empresas comprometidas com o empoderamento dos povos nativos. Venham com seus amigos e familiares para fazermos parte desta grande tribo!

 

Read more...

Festival Internacional de cinema Shortdocs MegaCities

  • Published in Cinema

Matilha Cultural orgulhosamente convida você para o evento da associação francesa MegaCities ShortDocs em São Paulo.
Nos organizamos um Festival Internacional de documentários-curtos (de máximo 4 minutos) com o objetivo de sensibilizar e mobilizar os cidadãos para as questões urbanas.

 
 
Chegou a hora de difusar e premiar os filmes selecionados na edição 2016, Onde?
 
Terça feira, dia 4 de Outubro, o Cine Matilha acolhera a exibição local da MegaCities ShortDocs, as 19 horas.
 

São 20 shortdocs da seleção oficial, incluindo 6 filmes sobre São Paulo, serão projectados.


A entrada é gratuita só precisa cadastrar-se nesse link: 

http://mcsd2016saopaulo.eventbrite.fr

 

 

 

Detalhes e mais informações sobre a nossa organização no site: www.megacities-shortdocs.org.
Read more...

Sai dessa Caixa, dia 24 de setembro no Cine Matilha

  • Published in Cinema

 

 

Sábado às 17h Cineclube Salada de Cinema, sessão seguida de debate. 

O documentário Sai Dessa Caixa apresenta três personagens que se identificam com a identidade de gênero não-binária. Eles contam como é sentir-se dessa forma, a relação com a família, os amigos e os demais círculos sociais, incluindo algumas relações de trabalho.

 

No debate contaremos com um dos diretores e produtores, Luiz Roberto de Almeida e Lorenze Paz, personagem do filme.

 

Sobre Luiz Roberto de Almeida

Formado em publicidade, trabalha na área há alguns anos. Recentemente, estudou documentário na Academia Internacional de Cinema e encontrou nessa linguagem um modo de dar visibilidade a temas importantes. Tem o filme “Sai Dessa Caixa!” como seu primeiro trabalho em parceria com amigos com os quais dividiu a direção e a produção.

 

Serviço

Data: 24 de Setembro de 2016

 

Horário: 17h

Read more...

O Pra Cachorro acontece de 11 de junho a 17 de Julho na Matilha Cultural

São Paulo, maio de 2016 – Em junho, o cachorro será a grande estrela na Matilha Cultural, com a

sexta edição do Pra Cachorro. O evento tem como principal objetivo discutir temáticas relacionadas ao convívio e relacionamento do homem com os cães.

A programação inclui exposição, com obras entre fotografias e telas, palestras, debates, mostra de filmes e um desfile de lançamento da marca pet canina Doghetto. O produtor executivo do evento é Sisal, que possui grande experiência em projetos culturais voltados a cultura urbana, atua como produtor em algumas exposições e é técnico de som na Matilha Cultural. 

A temática do Pra Cachorro inclui informações sobre veganismo e comportamento animal. O Pra Cachorro acontece de 11 de junho a 17 de Julho. A abertura acontece no dia 11 de junho às 15h para a imprensa e às 17h para o público, com coquetel para cachorros e humanos também, com discotecagem dos DJs produtores Daniel Bozio e MZK. 

O evento conta com atrações permanentes, como exposição de fotografias e instalações artísticas. Aos sábados, acontecem os eventos especiais, com desfile, debates, bazar e sessões de cinema. Haverá um leilão de 10 bonecos desenhados por grafiteiros urbanos de destaque no cenário nacional e internacional, e mais 10 bonecos criados por Fabio Polesi.  

Os bonecos estarão em exposição, com a curadoria do grafiteiro Binho, e serão vestidos com roupas da marca Doghetto. O desfile da marca será apresentado pelo artista Mc Sombra-Sombra, ingressou da cena hip hop nos anos 1990, quando juntou-se ao SNJ. O primeiro disco do grupo, A Sigla, veio em 1998, seguido por Se Tú Lutas, Tú Conquistas, de 2000. Em 2001, o SNJ ganhou o prêmio Hutúz – na época, a premiação de hip hop mais importante do Brasil – na categoria melhor grupo de rap. Sem Sombra de dúvida (2008), Fantástico Mundo Popular (2013). 

A Exposição vai receber ainda material fotográfico do acervo Matilha, das últimas edições do Pra Cachorro. Haverá ainda material fotográfico com o tema Esta foto é o bicho, um projeto de quatro anos de pesquisa do fotógrafo Edu Leporo sobre os cães e seus donos nas ruas. Edu também relançará seu livro “Moradores de Rua e seus cães”. A exposição contará ainda com material da fotografa Paola Viana. As sessões de cinema, como de praxe na Matilha Cultural, podem ser assistidas pelos donos com seus cães.

A programação completa pode ser acessada no site: www.matilhacultural.com.br.

 

Sobre a Matilha Cultural

Completando sete anos neste mês de maio, a Matilha Cultural é uma entidade independente e sem

fins lucrativos instalada em um edifício de três andares, localizado no centro de São Paulo.

Integra um espaço expositivo, sala multiuso, café, além de um cinema com 68 lugares.

Fruto do ideal de um coletivo formado por profissionais de diferentes áreas, a Matilha foi aberta

em maio de 2009 e tem como principais objetivos apoiar e divulgar produções culturais

e iniciativas sócioambientais do Brasil e do mundo.

 

Sobre a Doghetto:

A marca de roupas para cachorros Doghetto foi criada por uma dupla interessante: Sisal, produtor cultural bastante ligado à cultura hip-hop e a professora aposentada Giselda, mãe dele. Tem fortes referências na cultura urbana e no hip-hop, prima pela qualidade dos materiais e pelo bom acabamento das peças. Respeita todas as etapas de produção, tem os “parças mais bacanas da cidade e destina parte de sua produção e lucros para cuidar de animais que estão aguardando adoção.

 

Sobre Fábio Polesi:
Seu trabalho traz referências de tatuagem, skate, surf e quadrinhos. Trabalhou como tatuador e recentemente, tem focado seu talento na criação de peças únicas e funcionais como garrafas, relógios de parede, shapes de skate, além de esculturas de cachorrinhos. Fabio enveredou por diferentes vertentes artísticas e teve diversas influências visuais, trabalhando com mosaico, pirógrafo e desenho.

Sobre Paola Viana:

Fotografa e trabalha com publicidade a mais de 10 anos. Além de trabalhos comerciais, dedica seu tempo ao estudo da fotografia como forma de expressão e de comunicação com o mundo. Uma parte de seu trabalho autoral é dedicada a sua percepção dos cachorros e do papel que eles podem exercer na vida das pessoas.

 

No evento Pra Cachorro, as atrações em todos os espaços da Matilha Cultural são:

Galeria

Desfile de Lançamento da Doghetto, marca pet canina;

Leilão Pra Cachorro, 10 bonecos dogs e casas de cachorros curadoria de Binho Ribeiro Terceiro Mundo. Os lucros serão revertidos para o trabalho de adoção de cachorros;

Exposição Pra Cachorro: Acervo Matilha Cultural, instalação artística;

Sorteios de Toy Dogs (cofre) Artista Fábio Polesi;

Relançamento do Livro Moradores de Rua e Seus Cães, de Eduardo Leporo;

Coquetel para cães e humanos.

 

Arena:

Espaço para Agiliti

Exposição Pra Cachorro: Fotos Paola Viana,Eduardo Leporo, Mural Dog Colaborativo

Escultura de Madeira

 

Cinema - Sessões especiais, curadoria dos filmes: Matilha Cultural

 

Debates : O mundo pet na atualidade

Mesa 1 A relação entre as pessoas e seus bichos de estimação  

Mesa 2 - Negócios e inovação na área pet 

Mesa 3 - Alimentação e qualidade de vida para cachorros  

 

Pra Cachorro:

Abertura 11 de Junho

15h Imprensa

17h Público

Local: MATILHA CULTURAL

Rua Rego Freitas, 542 – São Paulo

Tel.: (11) 3256-2636

Horários de funcionamento: terça-feira a domingo, da 12h às 20h/ exceto sábados: 14h às 20h

Wi-fi grátis

Cartões: VISA (débito/ crédito)

Entrada livre e gratuita, inclusive para cães.

www.matilhacultural.com.br

Informações para a Imprensa:

Patrícia Rabello e Andréa Antonacci

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Fones: (11) 98196-9290/98276-9622

Read more...

Cannabis Medicinal em debate (24/3/2011)

  • Published in Debates

Evento apresenta documentário Cortina de Fumaça (2010), seguido de debate como autor do livro “Cannabis Medicinal – Introdução ao Cultivo Indoor” São Paulo, fevereiro de 2011 - A cannabis é uma planta com propriedades medicinais, utilizada por diferentes civilizações há mais de 12 mil anos. Nas últimas décadas, estudos científicos tem comprovado o que milhares de anos de experiência prática já haviam revelado: os príncipios ativos da planta podem servir para o tratamento de diversas doenças e amenizar os síntomas de muitas outras. No entanto, a mesma planta que cura, hoje é considerada por grande parte da sociedade como uma droga perigosa e, por isso mesmo, seus usos terapêuticos são um tema tabu. Apesar de reconhecido internacionalmente, o uso medicinal da cannabis é cercado de preconceito e sofre com a proibição ao cultivo, mercado e consumo da planta.

 

Para celebrar o início de suas atividades em 2011, na quinta-feira, 24 de fevereiro, a partir das 17h30, a Matilha Cultural, em parceria com o Coletivo Desentorpecendo A Razão, promove o “Cannabis Medicinal em Debate”, um espaço aberto para trazer novas informações e discutir os diferentes aspectos que cercam o tema. Com entrada livre, o evento marca também o lançamento do livro “Cannabis Medicinal – Introdução ao Cultivo Indoor”, do antropólogo e ativista Sérgio Vidal. A programação tem início com uma sessão do filme “Cortina de Fumaça” (2010), de Rodrigo Mac Niven, seguido de debate com o Deputado Federal Paulo Teixeira, o biomédico pesquisador, doutorando no Programa de Neurociências da Unifesp, Renato Filev, o Doutorando em Ciências Sociais pela Unicamp e pesquisador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), Mauricio Fiore, e do advogado Jolberte Gomes, além do autor de “Cannabis Medicinal”, Sergio Vidal.

 

Realização: www.matilhacultural.com.br

www.coletivodar.org

www.cultivomedicinal.com.br

Programação: 17:30 – Exibição do filme “Cortina de Fumaça”, de Rodrigo Mac Niven 19:30 – Debate sobre a Cannabis Medicinal

 

Debatedores: Renato Filev – Biomédico Pesquisador, doutorando no Programa de eurociências da UNIFESP, com ênfase ao sistema endocanabinóide e sua relação com transtornos psiquiátricos, membro do Coletivo DAR;

 

Mauricio Fiore - Doutorando em ciências sociais pela Unicamp e pesquisador do Neip e do Cebrap - Centro Brasileiro de Análise e Planejamento. Jolberte Gomes – Advogado

Paulo Teixeira - Deputado Federal (PT-SP)

Sergio Vidal – Antropólogo e ativista, autor do livro Cannabis Medicinal – Introdução ao Cultivo Indoor

 

Cannabis Medicinal - Introdução ao Cultivo Indoor Autor: Sergio Vidal Formato: 10 x 17 cm, ilustrado, 160 páginas Edição Independente Preço: R$ 29,90 Site: www.cultivomedicinal.com.br Sinopse: O livro foi escrito para preencher uma lacuna existente na literatura brasileira a respeito da planta Cannabis sativa. “Cannabis Medicinal – Introdução ao Cultivo Indoor” é o primeiro livro em português sobre o tema e é fruto de uma extensa pesquisa de revisão bibliogŕafica. O governo brasileiro já reconheceu o uso medicinal da cannabis, mas pouco avançou no sentido de regulamentar esse tipo de aplicação. Apesar de haver, na Lei 11.343, uma forma de requerer autorização de uso legitimado da planta para fins medicinais e científicos, não se tem notícia de qualquer instituição que tenha conseguido este documento. Osmose, transpiração, respiração, pH, dióxido de carbono, condutividade elétrica, fotosíntese, clonagem, floração e lumens, são apenas alguns exemplos dos temas discutidos no livro. Além desses temas, a obra também faz um breve histórico do desenvolvimento das técnicas de cultivo e dos usos medicinais da planta. O livro trata desses e diversos outros assuntos do interesse de pessoas que trabalhem em estabelecimentos autorizados legalmente a cultivar cannabis, e de pesquisadores ou leigos no assunto que pretendam ampliar seus conhecimentos sobre a planta.

 

 

 

 

Cortina de Fumaça(BRA, 2010) – 94’ Português e Inglês com legendas em portuguêsDir: Rodrigo Mac Niven www.cortinadefumaca.com Sinopse: Dirigido por Rodrigo Mac Niven, o documentário de 94 minutos avalia a política de drogas no Brasil e no mundo e traz informação fundamentada para o grande público através de depoimentos nacionais e internacionais. Mac Niven conta que o interesse pelo tema nasceu, principalmente, pela importância de discutir as causas e possíveis soluções para o tráfico e consumo de drogas. O vídeo, que tem a participação de médicos, neurocientistas, psiquiatras, policiais, advogados, juízes de direito, pesquisadores e representantes de movimentos civis, tem também a opinião de entrevistados como o ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso; o Ministro da Suprema Corte da Argentina, Raúl Zaffaroni; o ensaista e filósofo espanhol autor do tratado “Historia General de Las Drogas”, Antonio Escohotado, o ex-Chefe do Estado Geral Maior do Rio de Janeiro, Jorge da Silva e o criminalista Nilo Batista. Foram dois anos até a finalização de “Cortina de Fumaça” e a primeira exibição na Mostra do Rio de Janeiro 2010 mostrou que ainda há muita gente que não conhece a engrenagem da política de drogas. “Tem gente que se surpreende com a parte que fala de maconha medicinal e do sistema endocanabinóide, outros com a parte político-social, outros com a realidade da Califórnia” diz Rodrigo. “Mas acredito que o que realmente nunca foi dito pelos grandes veículos de comunicação é a urgência de debatermos o assunto de uma forma científica, democrática e honesta. Precisamos de informação e isso o documentário tem de sobra, pra todos os gostos”, completa o diretor.

 

MATILHA CULTURAL A Matilha Cultural é uma entidade independente e sem fins lucrativos, instalada em um edifício de três andares, localizado no centro de São Paulo. A Matilha integra um espaço expositivo, sala multiuso e café, além de um cinema com 68 lugares. Fruto do ideal de um coletivo formado por profissionais de diferentes áreas, a Matilha foi aberta em maio de 2009 e tem como principais objetivos apoiar e divulgar produções culturais e iniciativas sócio-ambientais do Brasil e do mundo. SERVIÇO Cannabis Medicinal em Debate Data: 24 de fevereiro de 2011 quinta-feira, das 17h30 as 23h Local: Matilha Cultural - Rua Rego Freitas, 542 – Consolação Preço: Livre - Ingressos devem ser retirados com 30 minutos de antecedência Capacidade: 68 lugares MATILHA CULTURAL Rua Rego Freitas, 542 – São Paulo Tel.: (11) 3256-2636 Horários de funcionamento: terça-feira a sábado, das 12h as 20h Wi-fi grátis Cartões: VISA (débito/crédito) Entrada livre e gratuita, inclusive para cães www.matilhacultural.com.br

Read more...

Roda de Conversa - Quando o pixo encontra tipografia! (julho/2010)

### Dentro da programação da Mostra CALIGRAFIA MAU DITA – Matilha promove Roda de Conversa:

::: Claudio Rocha: tipógrafo, diretor da Oficina Tipográfica São Paulo e editor da revista Tupigrafiahttp://www.oficinatipografica.com.br/ www.claudiorocha.art.br ::: Jaime Prades: artista plástico que transita pelo espaço privado e publico, na arte de rua desde os anos 80 (ex-integrante do grupo "TupiNãoDá").http://www.jaimeprades.art.br/ ::: Manulo e Jé (Organizadores da mostra Caligrafia Mau Dita) ABERTO AO PÚBLICO. a partir das 18h.

Read more...
Subscribe to this RSS feed