Centro de Convivencia É de Lei Promove Cine Debate, na matilha cultural do Filme Cidade Cinza, com diretores e convidados

O Centro de Convivência É de Lei e a Matilha Cultural convidam tod@s para este "chá de lírio" especial, com a exibição do filme "Cidade Cinza" e debate com os diretores e convidados na Matilha.

 

Sobre a atividade: "Chá de lírio" é o nome da tradicional roda de conversa que fazemos no Centro de Convivência É de Lei, cada semana com um(a) convidado(a) que traz um tema de interesse dos participantes. Nesta semana, para discutir o grafite / pixo, vamos exibir o filme "Cidade Cinza" que documentou as ações da prefeitura de São Paulo - na gestão de Gilberto Kassab - de atropelar os grafites e pixos, impondo um "lindo" cinza pelos muros e viadutos da cidade. Em 2017, com a versão Dória da "Cidade Linda", a polêmica voltou ao debate, especialmente após a prisão de grafiteiros e também do novo projeto de lei, recém aprovado na Câmara dos vereadores, que poderá instituir multa de 5 mil reais aos pixadores ou grafiteiros, além de dificultar a compra de sprays.

 

Após o filme, contaremos com a presença dos diretores do filme, Guilherme Valiengo e Marcelo Mesquita, e outros convidados para puxar a conversa. Vamos trocar ideia sobre o filme, pixo / grafite, exclusão social, direito à cidade e as ideias do atual prefeito sobre o que seria sua "Cidade Linda". Linda para quem?

 

PROGRAMAÇÃO

15h - Exibição do filme "Cidade Cinza"

16h30 - Roda de conversa com os convidados

* Durante a roda de conversa será servido um chá. Não é de fumar e também NÃO será de lírio! Mate ou hortelã gelado. 

 

Filme: “Cidade Cinza”

Sinopse:

Alguns pensam que São Paulo tem excesso de cinza. Este documentário compila as vozes de reconhecidos artistas urbanos que colorem a cidade com grafites e se manifestam contra as autoridades que cobrem suas obras com a cor do cimento.

Duração: 1h 25m

Documentário

Lançamento: 22 de novembro de 2013 (Brasil)

Direção: Marcelo Mesquita, Guilherme Valiengo

Read more...

Já em prévia ao mês da mulher, Em exibição o Filme “Assim que abro meus olhos” no Cine Matilha.

  • Published in Cinema

A partir do dia 22/02, faremos a exibição do primeiro filme da Diretora Leyla Bouzid.

Filme tunisiano, que foi indicado a melhor ficção estrangeiro sobre a primavera árabe no Oscar.

 

SINOPSE

Túnis verão de 2010, poucos meses antes da revolução. Farah tem 18 anos e est á recém-formada, mas sua família já a vê como uma futura médica. Ela, no entanto, não pensa da mesma forma e tem como atividade preferida cantar em uma banda de rock engajada, com músicas que abordam temas políticos. Seu único plano no momento é aproveitar a vida intensamente, beber, descobrir amores e sua própria cidade durante a noite. Tudo isso contra a vontade de sua mãe Hayet, uma mulher que conhece muito bem a Tunísia e os seus perigos. Prêmio do Público no Venice Days, Festival de Veneza.

FICHA TÉCNICA

Duração: 102 min

Título Original: A peine j 'ouvre les yeux 

Direção: Leyla Bouzid

Pais: Tunísia/França/Bélgica

Ano: 2015

ELENCO E EQUIPE

Direção - Leyla Bouzid 
Roteiro - Leyla Bouzid e Marie-Sophie Chambon 
Produtores - Sandra da Fonseca e Imed Marzouk 
Elenco - Baya Medhaffer, Ghalia Benali, Montassar Ayari, Aymen Omrani, Lassaad Jamoussi, Deena Abdelwahed, Youssef Soltana, Marwen Soltana, Najoua Mathlouthi, Youness Ferhi, Fathi Akkeri e Saloua Mohammed 
Música Original - Khyam Allami 
Direção de Fotografia - S
 ébastien Goepfert 
Montagem - Lilian Corbeille 
Som - Ludovic Van Pachterbeke 
Mixagem de Som - Ré
 mi Gérard 
Coprodutor - Anthony Rey 
Produtores Associados - Nathalie Mesuret e Bertrand Gore 
Coprodução - H
 élicotronc 
Produção - Blue Monday Productions e Propaganda Production 
Distribuição Nacional - Supo Mungam Films

 

Veja também Entrevista com Leyla Bouzid

 

Programação por semana:

22/02 à 25/02  ás 19h 30min. Sessões CANCELADAS nos dias 24/02 e 25/02

Sessões duplas

01/03 à 04/03 ás 17h e as 19h

09/03 ás 17h

 

 

Read more...

Retomada do CineMatilha, dia 9 de Fevereiro.

  • Published in Cinema

 

Dia 09 de fevereiro n Cine Matilha, retornamos  com o filme "COMO VOCÊ É" de Miles Joris-Peyrafitte. 

 

 

SINOPSE

Jack (Owen Campbell)  é um estudante do ensino médio que vive com sua mãe solteira Karen em uma cidade suburbana dos Estados Unidos, nos anos 90. Ele não tem amigos e não se encaixa em nenhum grupo, até que o novo namorado de sua mãe, muda-se para sua casa e traz junto seu filho Mark (Charlie Heaton, o Jonathan da série "Stranger Things" ). Jack e Mark conectam-se rapidamente e formam uma forte amizade, junto com Sarah (Amandla Stenberg), que conhecem após um encontro casual. Os tr ês adolescentes tornam-se a salvação um para o outro até que mudanças acontecem e segredos vem  à tona, os forçando a olhar para si mesmos e ver até onde estão dispostos a viver a vida que escolheram. Prêmio Especial do J úri Festival de Sundance 2016.

ELENCO

Owen Campbell (Jack)

Owen participou de filmes como "White Lightnin' " (Sundance, 2009), "A Condenação" (Toronto, 2010), "Garotas Inocentes" (Sundance, 2013). E também nas séries "Boardwalk Empire" e "The Americans". Em"Como Você É", Owen tem seu primeiro papel de protagonista no cinema interpretando Jack.

Charlie Heaton (Mark)

Charlie nasceu e foi criado em uma pequena cidade no norte da Inglaterra. Deixou a escola aos 16 anos e se mudou para Londres para tentar a carreira de músico. Ele entrou em uma banda de punk rock, Comanechi, e participou de uma turnê pelo mundo, e também gravou um álbum como baterista.

De volta a Londres, Charlie conseguiu alguns papéis em comerciais e em séries de TV. Em 2015 foi para Los Angeles e filmou "Refém do Medo" com Naomi Watts. Tamb ém conseguiu seu primeiro papel como protagonista no filme "Como Você É", interpretando Mark. Logo depois participou da série "Stranger Things", grande sucesso da Netflix. Atualmente, está filmando a segunda temporada.

Amandla Stenberg (Sarah)

Amandla gahou reconhecimento por seu papel em "Jogos Vorazes". Ela interpretou a personagem Rue e ficou marcada na memória de muitos que assistiram ao filme, além de ganhar e ser indicada a alguns prêmios.  Em "Como Você É", Amandla interpreta Sarah. O filme esteve na Seleção Oficial do Festival de Sundance e recebeu o Prêmio Especial do Júri.

Além de atuar, Amandla também tem sido globalmente elogiada por suas ações em melhorar a sociedade, usando as mídias sociais como plataforma para difundir a consciência social. Ela tem compartilhado ensaios sobre tópicos como apropriação cultural, feminismo interseccional, identidade biracial e padrões de beleza, para citar alguns. Por sua sabedoria, Amandla foi nomeada uma das adolescentes mais influentes de 2015 pela revista TIME e nomeada para celebridade feminista do ano de 2015 pela Ms. Foundation for Women. Além disso, a revista DAZED declarou Amandla como "uma das vozes mais incendiárias da sua geração" quando ela esteve na capa da publicação de Outono de 2015. Amandla está trabalhando em seu novo filme, "Everything, Everything" dirigido por Stella Meghie.

Mary Stuart Masterson (Karen)

Mary Stuart Masterson tem mais de três décadas de trabalho em cinema, TV e teatro, incluindo "Caminhos Violentos" (1986, contracenando com Sean Penn e Christopher Walken), "Alguém Muito Especial"(1987, escrito por John Hughes), "Quase uma Família" (1989, Mary Stuart foi premiada com o National Board of Review por seu papel no filme), "Tomates Verdes Fritos" (1991, contracenando com Kathy Bates e Jessica Tandy), "Benny e Joon: Corações em Conflito" (1993) e o musical da Broadway, "Nine" (nomeada ao Tony Award). Mary Stuart também dirigiu o filme "Doces Encontros" (2007), com Kristen Stewart e Melissa Leo. Em "Como Você É", ela interpreta Karen, mãe de Jack, um dos protagonistas do filme.

Scott Cohen (Tom)

Scott Cohen é um ator conhecido por seus papéis no cinema, TV e teatro. Um ator muito versátil, Cohen ganhou elogios por sua ampla gama de performances. Alguns dos filmes que participou são: "Alucinações do Passado" (1990), "Beijando Jessica Stein" (2001), na séria "Gilmore Girls", "Estão Todos Bem" (2009), "Amor e Outras Drogas" (2010), "Plano de Fuga" (2012) e "James White" (2015). Em "Como Você É", Scott interpreta Tom, pai de Mark.

John Scurti (Detetive Erickson)

John participou de mais de 40 projetos para cinema e TV. Alguns destaques são: "O Sorriso de Mona Lisa" (2003), "Guerra dos Mundos" (2005) e as séries "Dr. House", "House of Cards" e "Luke Cage". Interpreta o detetive Erickson no filme "Como Você É".

BIOGRAFIA DO DIRETOR

Miles Joris-Peyrafitte é um cineasta, escritor, ator e músico de 23 anos. Dirigiu diversos clipes musicais para artistas como My Goodness, Eric Slick e Skinnybones. Seu primeiro longa, COMO VOCÊ É (As You Are), que escreveu e dirigiu, estreou na competição oficial do Festival de Sundance 2016 e recebeu o Prêmio Especial do Júri.

 

A programação de 9 a 25 de fevereiro será:

 

09/02 a 11/02   -  17h e ás 19h

 

12/02  -  18h

 

15/02 a 18/02  -   17h e ás 19h

 

21/02 a 25/02  -  17h30 e ás 19h

Sessões CANCELADAS nos dias 24/02 e 25/02



 

 

 

Read more...

Cine Matilha exibe filme Pets, a vida secreta dos bichos e realiza ação para estimular adoção

  • Published in Cinema

 

Parceria com a Sony Distribuidora também entregará kits para primeiras pessoas que adotarem animais na feira que acontece no local

 

O Cine Matilha exibe em 17 de dezembro, às 14 horas, o filme Pets - a vida secreta dos bichos, distribuído pela Sony Pictures. No dia seguinte, haverá também uma feira de adoção, realizada pela Matilha Cultural em parceria com uma ONG. Para incentivar a iniciativa, as primeiras 10 pessoas que adotarem animais ganharão kits com o DVD do filme e um presente para os animais, doados pela Sony Pictures.  

 

Sinopse: A vida secreta dos bichos traz a história de Max, um cachorro que mora em um apartamento de Manhattan. Quando sua querida dona traz para casa um novo cão chamado Duke, Max não gosta nada, já que seus privilégios parecem ter acabado. Mas logo eles vão ter que pôr as divergências de lado quando um incidente coloca os dois na mira da carrocinha. Enquanto tentam fugir, os animais da vizinhança se reúnem para o resgate e uma gangue de bichos que moram nos esgotos se mete no caminho da dupla. 90 min. (LIVRE)

 

O Cine Matilha recebe constantemente o público com seus pets. O espaço possui 68 lugares, além de 2 lugares para cadeirantes. 

 

Read more...

O Cineclube Salada de Cinema exibe SÃO PAULO EM HI-FI,de Lufe Steffen, no Cine Matilha

  • Published in Cinema

Dia 26 de Novembro, Cine Debate com Thales Coimbra sobre o filme São Paulo em Hi-Fi, de Lufe Steffen, as 16h 

 

Sobre o filme. 
Documentário histórico que resgata a era de ouro da noite gay paulistana, fazendo uma viagem pelas décadas de 1960, 70 e 80 – a bordo das lembranças de testemunhas do período, trazendo à tona as casas noturnas que marcaram época, as estrelas, as transformistas, os heróis, e até os vilões: a ditadura militar e a explosão da aids. O projeto nasceu durante as gravações de outro documentário: A VOLTA DA PAULICEIA DESVAIRADA, de 2012 e dirigido pelo cineasta Lufe Steffen, filme que retrata a noite gay na cidade de São Paulo nos dias atuais. (1h 41min). 2013

Data: 26 de Novembro de 2016
Horário: 16h
Local: Cine Matilha - Rua Rego Freitas, 542 – São Paulo
Wi-fi grátis


Entrada livre e gratuita, inclusive para cães

Debate após o filme.
Sobre Thales Coimbra
Thales Coimbra é advogado militante e especialista em direito LGBT (OAB/SP 346.804). Obteve o título de bacharel e também de mestre pela Faculdade de Direito da USP, onde, entre os anos de 2009 e 2015, fundou e coordenou o Grupo de Estudos em Direito e Sexualidade. Também atuou entre 2015 e 2016 como advogado do Centro de Cidadania LGBT Arouche da Prefeitura de São Paulo. É palestrante e escreve para os portais A Capa e NLucon. www.thalescoimbra.com.br

 

 

Read more...

Matilha Cultural Promove Evento Gratuito que Celebra a Cultura Indígena Nacional

Iniciativa contará com exposições fotográficas, palestras, debates e exibição de um documentário inédito sobre a temática

Matilha Cultural apresenta o festival Mbarete Beya Kaya – Vozes da Floresta, um evento que celebra a cultura de diferentes etnias indígenas. Realizado pelo CCEFYY (Yurabaka Naibai Yuxibu Baibu), em parceria com a  Matilha Cultural e o Coletivo Tribo. 

O Festival Vozes da Floresta contará com as exposições fotográficas Conexão Amazônia – Mata Atlântica, que reúne registros dos povos Guaranis, de São Paulo, e Huni Kuin, do Acre; e Cocar Sagrado, dos fotógrafos Danilo Arenas e Gabriel Brambatti, que denuncia o lado oculto da comercialização de cocares de penas envolvendo aves em extinção.

Haverá também apresentação do Nação Huni, projeto que une gravações tradicionais da tribo Huni Kuin com a sonoridade de produtores de música eletrônica (L_Cio, Psilosamples, Bmind, Dubalizer, DjTudo, Tahira, Robles, Peba, Gabriela Ubaldo e mais); palestras e debates com cientistas e lideranças indígenas sobre os valores da cultura ancestral e a destruição promovida por interesses econômicos, e exposição e venda de artesanatos originais indígenas. Toda a renda será destinada às aldeias produtoras dos artesanatos expostos.  

PROGRAMAÇÃO

Streaming ao vivo

A programação na casa contará com exibição ao vivo na rede!

Artesanatos e Pintura Corporal

Artesanato original produzido por diferentes etnias nativas e pintura corporal com jenipapo.Toda a renda será destinada às aldeias produtoras.

10:00 - 21:00 Exposição Fotográfica "Conexão Amazônia - Mata Atlântica" 

Fotografias dos povos Guarani Floresta da Mata Atlântica (São Paulo) e os Huni Kuin Floresta Amazônica (Acre)

Uma produção fotográfica realizada pelo CCEFYY e os fotógrafos Danilo Arenas e Gabriel Brambatti, com patrocínio da MultPainel.

13:30 - 14:00 Exibição de curtas

·         Pela CPI do Genocídio (por 12 pmphoto)

·         Yanawas (por 12 pmphoto) 

·         O Brasil tem Pajé (por Luiz Ramalho)

.        Expedição Yanomami - Õkãpomai (por 12 pmphoto)

14:00 - 15:30 Roda de conversa intercultural com lideranças dos povos originários e juristas especializados em Direitos Humanos e Ambiental

Cientistas e lideranças indígenas debatem a destruição e a construção dos interesses econômicos, projetos de proteção ambiental e comercial das Nações Ancestrais e seus territórios demarcados.

Bainawa Inu Bake Huni Kuin, e os advogados Konstantin Gerber e Bruno Pegorari abrem o convite para o público participar desse debate.

15:00 - 16:00 - Roda de Conversa Sagrado Feminino

Roda de conversa sobre o Sagrado Feminino com a produtora Alice Haibara e as Pajés Same Huni Kuin , Amony Mehinako Xingu e Ana Terra Yawalapitti do Xingu

18:00 Estreia do curta "HuniKuin - Os Últimos Guardiões"  

O mini doc traz um sensível retrato da realidade do povo Huni Kuin do rio Envira, localizado no coração da Amazônia, no Acre. Realizado por Huni Kuin CCEFYY, dirigido por Danilo Arenas e produzido pela La Casa de La Madre, em parceria com o Coletivo Tribo e a Matilha Cultural.

14:00 - 21:00 Live pré-estréia Nação Huni e convidados

 Realizado pelo CCEFYY em parceria com o estúdio Audio Fya e os produtores musicais L_Cio, BMind, Psilosamples, Dubalizer e DjTudo, Nação Huni é um manifesto sonoro que une as canções milenares das florestas e a arte eletrônica de musicalizar organicamente o sintético.

A programação também contará com as discotecagens de Tahira, Peba, Robles e Gabriela Ubaldo.

 14-15: Robles

 15-16: Peba

 16-17: Dubalizer

 17-18: Dj Tudo

 18-19: Gabi Ubaldo

 19-20: Tahira

 20-21: Nação Huni X L_Cio, Bmind, Psilosamples)

 O festival é produzido por uma produtora cultural Huni Kuin CCEFYY (Yurabaka Naibai Yuxibu Baibu), em parceria com a Matilha Culural e um coletivo de produtores, profissionais autônomos, cientistas, estudantes e pequenas empresas comprometidas com o empoderamento dos povos nativos. Venham com seus amigos e familiares para fazermos parte desta grande tribo!

 

Read more...

Exibição do filme O ÓDIO no Cine Matilha

  • Published in Cinema

Obra emblemática da década de 1990 retrata a violência policial nos subúrbios será exibida gratuitamente no Cine Matilha

 

O Cine Matilha exibe de 20 a 23 de outubro (horários abaixo) a produção cinematográfica O Ódio, que tem no elenco o ator Vincent Cassel e é dirigida porMathieu Kassovitz.

    

A obra traz a história do judeu Vinz (Vincent Cassel), do árabe Saïd (Saïd Taghmaoui) e o pugilista Hubert (Hubert Koundé). Eles vivem no subúrbio de Paris e encaram diariamente a discriminação e os abusos da polícia. Durante mais um dos corriqueiros confrontos com as forças da lei, Vinz encontra uma arma e jura assassinar um policial caso seu amigo Abdel (Abdel Ahmed Ghili), espancado em interrogatório, morra em decorrência dos ferimentos. A sessão de quinta-feira, 20 de outubro, será seguida de debate Juventude: ontem, hoje e amanhã, evento realizado em parceria com o Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária).

 

O debate terá presença da educadora social Marília Rovaron, mestranda em Ciências Sociais pela Unesp há dez anos desenvolve atividades profissionais na área da educação e atualmente responde pela coordenação técnica do projeto Educação com Arte, desenvolvido pelo Cenpec em parceria com a Fundação CASA, cujo objetivo é executar oficinas de arte e cultura para adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa em regime de internação.

 

Horários de exibição

Quinta-feira (20/10) 19h Sessão seguida de debate

Sexta-feira (21/10)

Sábado (22/10): 19h30

Domingo (23/10): 19h

 

 

Ficha técnica

Título original La Haine

Data de lançamento 1 de dezembro de 1995 (1h35min)

Direção: Mathieu Kassovitz

Elenco: Vincent Cassel, Hubert Koundé, Saïd Taghmaoui mais

Gênero: Drama

Nacionalidade: França

Read more...

Documentário Em Busca de Propósito no Cine Matilha

  • Published in Cinema

Brasil TomorrowAmani Institute e Aporé os convidam para uma Sessão no CINE MATILHA.

Documentário: Em Busca de Propósito 
(Nathanaël Coste, Marc de la Ménardière, 2015, Francês, 87min) 

Filme participativo e cidadão financiado por 963 pessoas

Este documentário francês (En quête de sens, 2015), propõe um amplo questionamento sobre nossas visões de mundo, como por exemplo, qual a nossa responsabilidade enquanto cidadão em relação ao nosso padrão de consumo? Por que estamos aqui vivos, compartilhando um mesmo mundo?


LEGENDADO
EVENTO GRATUITO
VAGAS LIMITADAS

Read more...

Cannabis Medicinal em debate (24/3/2011)

  • Published in Debates

Evento apresenta documentário Cortina de Fumaça (2010), seguido de debate como autor do livro “Cannabis Medicinal – Introdução ao Cultivo Indoor” São Paulo, fevereiro de 2011 - A cannabis é uma planta com propriedades medicinais, utilizada por diferentes civilizações há mais de 12 mil anos. Nas últimas décadas, estudos científicos tem comprovado o que milhares de anos de experiência prática já haviam revelado: os príncipios ativos da planta podem servir para o tratamento de diversas doenças e amenizar os síntomas de muitas outras. No entanto, a mesma planta que cura, hoje é considerada por grande parte da sociedade como uma droga perigosa e, por isso mesmo, seus usos terapêuticos são um tema tabu. Apesar de reconhecido internacionalmente, o uso medicinal da cannabis é cercado de preconceito e sofre com a proibição ao cultivo, mercado e consumo da planta.

 

Para celebrar o início de suas atividades em 2011, na quinta-feira, 24 de fevereiro, a partir das 17h30, a Matilha Cultural, em parceria com o Coletivo Desentorpecendo A Razão, promove o “Cannabis Medicinal em Debate”, um espaço aberto para trazer novas informações e discutir os diferentes aspectos que cercam o tema. Com entrada livre, o evento marca também o lançamento do livro “Cannabis Medicinal – Introdução ao Cultivo Indoor”, do antropólogo e ativista Sérgio Vidal. A programação tem início com uma sessão do filme “Cortina de Fumaça” (2010), de Rodrigo Mac Niven, seguido de debate com o Deputado Federal Paulo Teixeira, o biomédico pesquisador, doutorando no Programa de Neurociências da Unifesp, Renato Filev, o Doutorando em Ciências Sociais pela Unicamp e pesquisador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), Mauricio Fiore, e do advogado Jolberte Gomes, além do autor de “Cannabis Medicinal”, Sergio Vidal.

 

Realização: www.matilhacultural.com.br

www.coletivodar.org

www.cultivomedicinal.com.br

Programação: 17:30 – Exibição do filme “Cortina de Fumaça”, de Rodrigo Mac Niven 19:30 – Debate sobre a Cannabis Medicinal

 

Debatedores: Renato Filev – Biomédico Pesquisador, doutorando no Programa de eurociências da UNIFESP, com ênfase ao sistema endocanabinóide e sua relação com transtornos psiquiátricos, membro do Coletivo DAR;

 

Mauricio Fiore - Doutorando em ciências sociais pela Unicamp e pesquisador do Neip e do Cebrap - Centro Brasileiro de Análise e Planejamento. Jolberte Gomes – Advogado

Paulo Teixeira - Deputado Federal (PT-SP)

Sergio Vidal – Antropólogo e ativista, autor do livro Cannabis Medicinal – Introdução ao Cultivo Indoor

 

Cannabis Medicinal - Introdução ao Cultivo Indoor Autor: Sergio Vidal Formato: 10 x 17 cm, ilustrado, 160 páginas Edição Independente Preço: R$ 29,90 Site: www.cultivomedicinal.com.br Sinopse: O livro foi escrito para preencher uma lacuna existente na literatura brasileira a respeito da planta Cannabis sativa. “Cannabis Medicinal – Introdução ao Cultivo Indoor” é o primeiro livro em português sobre o tema e é fruto de uma extensa pesquisa de revisão bibliogŕafica. O governo brasileiro já reconheceu o uso medicinal da cannabis, mas pouco avançou no sentido de regulamentar esse tipo de aplicação. Apesar de haver, na Lei 11.343, uma forma de requerer autorização de uso legitimado da planta para fins medicinais e científicos, não se tem notícia de qualquer instituição que tenha conseguido este documento. Osmose, transpiração, respiração, pH, dióxido de carbono, condutividade elétrica, fotosíntese, clonagem, floração e lumens, são apenas alguns exemplos dos temas discutidos no livro. Além desses temas, a obra também faz um breve histórico do desenvolvimento das técnicas de cultivo e dos usos medicinais da planta. O livro trata desses e diversos outros assuntos do interesse de pessoas que trabalhem em estabelecimentos autorizados legalmente a cultivar cannabis, e de pesquisadores ou leigos no assunto que pretendam ampliar seus conhecimentos sobre a planta.

 

 

 

 

Cortina de Fumaça(BRA, 2010) – 94’ Português e Inglês com legendas em portuguêsDir: Rodrigo Mac Niven www.cortinadefumaca.com Sinopse: Dirigido por Rodrigo Mac Niven, o documentário de 94 minutos avalia a política de drogas no Brasil e no mundo e traz informação fundamentada para o grande público através de depoimentos nacionais e internacionais. Mac Niven conta que o interesse pelo tema nasceu, principalmente, pela importância de discutir as causas e possíveis soluções para o tráfico e consumo de drogas. O vídeo, que tem a participação de médicos, neurocientistas, psiquiatras, policiais, advogados, juízes de direito, pesquisadores e representantes de movimentos civis, tem também a opinião de entrevistados como o ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso; o Ministro da Suprema Corte da Argentina, Raúl Zaffaroni; o ensaista e filósofo espanhol autor do tratado “Historia General de Las Drogas”, Antonio Escohotado, o ex-Chefe do Estado Geral Maior do Rio de Janeiro, Jorge da Silva e o criminalista Nilo Batista. Foram dois anos até a finalização de “Cortina de Fumaça” e a primeira exibição na Mostra do Rio de Janeiro 2010 mostrou que ainda há muita gente que não conhece a engrenagem da política de drogas. “Tem gente que se surpreende com a parte que fala de maconha medicinal e do sistema endocanabinóide, outros com a parte político-social, outros com a realidade da Califórnia” diz Rodrigo. “Mas acredito que o que realmente nunca foi dito pelos grandes veículos de comunicação é a urgência de debatermos o assunto de uma forma científica, democrática e honesta. Precisamos de informação e isso o documentário tem de sobra, pra todos os gostos”, completa o diretor.

 

MATILHA CULTURAL A Matilha Cultural é uma entidade independente e sem fins lucrativos, instalada em um edifício de três andares, localizado no centro de São Paulo. A Matilha integra um espaço expositivo, sala multiuso e café, além de um cinema com 68 lugares. Fruto do ideal de um coletivo formado por profissionais de diferentes áreas, a Matilha foi aberta em maio de 2009 e tem como principais objetivos apoiar e divulgar produções culturais e iniciativas sócio-ambientais do Brasil e do mundo. SERVIÇO Cannabis Medicinal em Debate Data: 24 de fevereiro de 2011 quinta-feira, das 17h30 as 23h Local: Matilha Cultural - Rua Rego Freitas, 542 – Consolação Preço: Livre - Ingressos devem ser retirados com 30 minutos de antecedência Capacidade: 68 lugares MATILHA CULTURAL Rua Rego Freitas, 542 – São Paulo Tel.: (11) 3256-2636 Horários de funcionamento: terça-feira a sábado, das 12h as 20h Wi-fi grátis Cartões: VISA (débito/crédito) Entrada livre e gratuita, inclusive para cães www.matilhacultural.com.br

Read more...
Subscribe to this RSS feed