Exposição Sobre Efeitos da Energia Nuclear: Hiroshima Nunca Mais

Rate this item
(2 votes)

 

 

Imagens de diversos fotógrafos apresentam a destruição de Hiroshima, Nagasaki, a tragédia do Césio 137 em Goiânia e a devastação ambiental pela exploração de urânio no sertão baiano

 

De 10 de novembro a 18 de dezembro, a Matilha Cultural recebe a exposição fotográfica Hiroshima 70. Ela reúne imagens capturadas por fotógrafos de diversos países desde 1945, quando os Estados Unidos lançaram duas bombas atômicas sobre as cidades japonesas Hiroshima e Nagasaki. Além destas imagens, a exposição também apresenta um conjunto de cartazes criados entre 1970 e 2010 por movimentos de resistência antinuclear ao redor do mundo.

 

Por meio das lentes de Amirtharaj Stephen, Dan Budnik, Elin O’Hara Slavick, Herval Silva, Hiromichi Matsuda, Igor Kostin, James Crnkovich, Jan Smith, Joelma do Couto, Paul Hill-Gibbins, Peter Goin, Rieko Uekama, Robert Del Tredici, Rosane Prado, Vanor Correia e Yoshito Matsushige o espectador é convidado a mergulhar nessa densa temática, compreendendo o contexto de cada foto e a problemática colocada.

 

As fotografias apresentam, entre outros assuntos, o cenário apocalíptico criado pela explosão das bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki, as milhares de toneladas de lixo e as mortes ocasionadas pelo acidente radiológico de Goiânia, a devastação ambiental causada pela mineração de urânio no sertão baiano ou a luta de indígenas, quilombolas e sertanejos para impedir a construção de uma usina nuclear nas margens do Rio São Francisco, em Pernambuco.

 

A mostra, desenvolvida pela Sociedade Angrense de Proteção Ecológica (SAPÊ), lança um olhar sobre o universo nuclear, a partir destes fatos detonados no Japão, há 70 anos – uma maneira de relembrar as vítimas das indústrias bélica e nuclear.

 

Dia 10 de novembro será realizado um sarau de abertura da exposição e no dia seguinte um seminário em parceria com a Articulação Antinuclear Brasileira e a Coalizão por um Brasil Livre de Usinas Nucleares. Durante o período da exposição haverá agendamento de visitas escolares. O público pode visitar Hiroshima 70 de terça a sábado, das 12 às 21 horas. Entrada franca.

Related items

back to top